Centrais de Alarmes - Instalação e Manutenção
 


Esse tipo é o mais usado para quem tem empresa. Trabalha em conjunto com os sensores, sirenes e também a central de choque/eletrificadores. A grande maioria acompanha um teclado a parte.

A maioria das centrais de alarmes atuais tem funções como:
- ativar/desativar o alarme por SMS;
- avisar via mensagem de texto que o alarme foi ativado/desativado/disparado;
- avisar via linha telefônica, ligada diretamente à central de alarme, que o mesmo foi disparado;

Para que você não tenha dores de cabeça por falsos disparos (é raro mas acontece), é bom sempre ter um sistema de câmeras em que você possa ver as imagens de qualquer lugar do mundo, por meio do celular.

Vale destacar os sensores IVA que podem ser colocados no seu muro ou qualquer lugar semelhante em que não é possível colocar uma cerca elétrica. Esse sensor funciona da seguinte maneira: são instalados, apontando um para o outro, um receptor e um transmissor, que emite um laser invisível. Quando alguém passa entre os dois, o receptor deixa de receber o sinal do laser devido ao obstáculo e o alarme dispara. 

(31) 9 7504-0827  (TIM) | 9 9703-6088 (Claro) | 9 8443-1496 (Whatsapp) | tvlsegurancabrasil@gmail.com

Central de Choque ou Eletrificador

Esse funciona de maneira simples: você coloca as hastes que são parafusadas no muro/parede, passa o fio de aço pelos isoladores (geralmente feitos de polietileno) e liga no fio de alta isolação que vai direto na central de choque.

Alguns eletrificadores tem somente a opção de dar um choque de 8 mil volts e outros oferecem opções de 8, 12 e 16 mil volts, bastando apenas configurá-la. Algumas necessitam de aterramento (coloca-se uma barra de aterramento no chão, por exemplo, e a liga na central de choque).